terça-feira, 13 de dezembro de 2016

O ciclo da vida trabalhando com parapente


E assim começa uma nova fase , onde o planejamento envolveu muito tempo ,estudo e paciência
com tudo que vem acontecendo , fazendo um breve resumo dos últimos acontecimentos
me vem uma pergunta

Qual a real essência do voo livre?

Voltei de japira essa pergunta está na minha cabeça e cada dia ela martela mais e mais ,eu sempre tive o sonho de matar uma prova de campeonato.. um campeonato grande né.. 
não o paranaense.. pq isso ja fiz aqui e la em japira eu tive essa "sorte"de ficar em primeiro lugar no campeonato sul brasileiro em todas as categorias voando de Sycross da sol (uma vela EN B) voando em uma condição das que mais gosto...aquela condição difícil, que exige o máximo de concentração e atenção no voo, aquela condição que vc nao pensa em KMS e sim em se manter voando, teto baixo, sem nuvem, térmicas falhadas.. são nesses voos que evoluímos. Então estava curtindo o voo,voando com os amigos,porcelana,bic,uba uma galera massa e que desde q entrei no voo conheço e admiro .. estava realmente me divertindo, voando beemmm para trás do primeiro pelotão.. q nem pensava mais em buscar ,eu queria me manter em voo e tentar fazer o máximo possível da prova,pousei no centro de uma cidade (Figueira) e quando cheguei no posto onde tinham alguns pilotos descobri que eu tinha matado a prova.. 
fiquei super feliz com isso..
ai veio a premiação
festa
risada
alegria
-Inveja
-Fofoca
-olho gordo

mas como assim kauan ?? não tava tudo bem?

Juro pra vocês que se eu soubesse que tudo isso iria acontecer, eu teria pousado antes de todo mundo e evitado ter matado essa prova ..serio mesmo...
ai vem a pergunta novamente

QUAL É A ESSÊNCIA DO VOO LIVRE PARA VOCÊ?

tem uns 2 anos ou mais que eu mudei completamente a minha visão do voo.. antes eu era competitivo comigo mesmo, mas como o tempo vai passando voce percebe que nao adianta nada isso..
e sabe porque?
agora que estou trabalhando exclusivamente com o voo.. comecei a perceber a alegria das pessoas nos primeiros voos, do barranquinho ou da montanha...
as vezes um prego reto (honesto)o cara pousa em êxtase ,as vezes um prego de duplo o passageiro pousa gritando de alegria pelo simples fato de ter o privilegio de tirar o pé do chão.. 
mesmo que seja por poucos minutos

e sabe o que é pior ainda diante de tudo isso?

pelo simples fato de estar voando com um equipamento nacional. Minha vida deu uma volta... Descobri as pessoas que estavam próximas, que eu confiava e trabalhava de forma totalmente honesta mudaram completamente sem me deixar entender absolutamente nada sobre isso... engraçado né?
e agora sabe o que é a melhor  coisa diante de tudo isso??

Aprendi que nao podemos misturar trabalho com amizade nem com confiança,
Estudem um pouco sobre LEALDADE e FIDELIDADE e vão entender o que estou falando ....
e o mais importante de tudo isso é que mesmo diante de toda essa situação,
Minha vida mudou para MELHOR!! pois além de aprender com tudo isso. 
o meu planejamento de anoss que apesar de terem roubado todas as ideias
(e quando eu digo que roubaram é roubar mesmo.. todas as ideias de forma absurdamente ridícula )..
Com estudos,leituras,planos de marketing,bussinesplan e etc.. 
Finalmente saiu do papel com uma ajuda absurdamente incrível e de forma
Completamente profissional de pessoas que admiro muito.
a vida não para, vamos para frente que tem muito trabalho por vir!
e reflitam um pouco sobre a essência do voo livre na vida de voces.. 
vejam se realmente vale a pena um tapinha nas costas e um troféu
ou um dia super feliz entre amigos !

Valeuuuuuuuuuu

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Sindrome do piloto TOP!

Síndrome do piloto TOP!
Pois é, em alguma fase do voo alguns pilotos vão ter a sensação de ser o melhor do grupo por estar realizando alguns voos “melhores” que da galera..
Com a evolução dos equipamentos, instrutores cada vez mais capacitados e a internet ajudando (se procurar corretamente) a evolução dos pilotos novatos esta muito avançada em relação a quando comecei a acompanhar o voo.
E isso é um problema? NÃO SEI, é uma resposta tosca, sim eu sei.. Mas não consigo ver problema nisso quando o piloto realiza bons voos e não se acha o Top, o problema que estou  vendo é a galera (não só no Paraná.. que fique bem claro) com pouca experiência realizando ótimos voos.. Seria isso POUCA experiência?  Muita coragem e confiança em seus equipamentos? Ou técnica adquirida, condição de voo e tempo para voar?
Se o piloto tem tempo para voar, pode viajar e aproveitar as condições em vários locais é notável que sua evolução vai ser absurdamente mais rápida que um piloto de final de semana, o problema é que este piloto de  final de semana vai querer voar junto com o piloto que tem tempo e grana pra estar evoluindo mais rápido, e ai que vem o “tchananan “ da coisa. 

   Um aspecto importante da PNL, que inspira as sugestões adiante expostas, são os chamados “estados de aprendizagem”. Diante de qualquer aprendizado ocupamos quatro estados de aprendizagem:
1 - incompetência inconsciente
-Estado que não estamos conscientes se somos incompetentes diante de certa tarefa. Por exemplo: Antes de ingressarmos no vôo de parapente, vemos alguém inflando um parapente e imaginamos que talvez o consigamos logo na primeira tentativa, mas ainda não sabemos até experimenta-lo. Nesse nível estamos inconscientes da nossa incompetência em inflar um parapente
2 - incompetências conscientes 
 Experimentaram o segundo estado quando tentamos inflar o parapente pela primeira vez e nos tornamos conscientes do quão incompetente somos para tal

3 - competência consciente 
-quando nos tornamos competentes para inflar o parapente, mas para isso ainda é preciso estar conscientes de cada movimento que fazemos na inflagem. Qual o tirante A? Quando devemos solta-lo? Qual o freio certo? Quanto de freio? E etc

4 - competência inconsciente 
Finalmente no último estado estamos inflando o parapente como se este fosse uma extensão nossa. Manuseamos e controlamos o parapente de forma competente apesar de estarmos inconscientes do que fazemos sob ele. Tornamo-nos peritos na inflagem quando o fazemos de forma inconscientemente competente.

Em qual desses estágios você se encontra? Em minha opinião pouquíssimos pilotos chegam ao estagio quatro de competência inconsciente, pensem no seguinte:

Em um Colapso a baixa altura, qual seria sua reação?
Tentar reabrir a vela? Ou jogar o reserva?
Em uma situação de emergência, CB, vento forte etc.
Você saberia descer de forma correta?

    Eu sempre bato na tecla de que é o EGO que machuca a pessoa, independente do esporte que está praticando, se você tem a sensação de que esta muito bom em alguma coisa, É hora de parar um pouco para pensar se realmente esta bom naquilo que esta fazendo ou é somente uma competência consciente na qual você acredita  que sabe tudo mas na verdade ainda não esta inconsciente daquilo (como se fosse a extensão do seu corpo)!

Mas como eu sei que estou tendo essa sensação que estou muito bom?

Simples, perceba seus atos diante dos outros ,quando você chega na rampa e avalia a condição,quem é o primeiro a decolar? Voce?
Se você faz um prego em um dia bom. Você fica Puto da cara? Ou simplesmente comemora ter feito uma boa decolagem e um bom pouso?
se voce esta voando entre amigos, mas naquela tirada final do voo.. voce pousa 100mts na frente deles só pra dizer que voou mais?

Estou chegando no meu décimo segundo ano de voo e meu vigésimo ano acompanhando o meu pai, e acredito que de uns anos pra Ca eu percebi que o voo é um esporte onde todos sempre estão INsatisfeitos,mesmo em um voo de 100km quando voce coloca o pé no chão, sempre ..digo SEMPRE reclama por não ter dado “uma enrroscadinha a mais naquela termica” ou “devia ter pousado de caudal pra fazer 101km”

Eu parei com essa mania de ser insatisfeito(confesso que sempre fui assim) e agora tento curtir todos os momentos,desde um prego até um voo de 100km o importante é estar conectado a natureza,curtindo o visual,os amigos o voo enfim ...


Aprenda a curtir mais os momentos,sem ter aquela competição com voce mesmo que o voo vai se tornar ainda mais prazeroso ! Garanto pra vocês!

Feliz 2016
ótimos voos a todos com pousos sempre perfeitos!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

A incrível sensação de voar em uma vela EN B

Bom pessoal!
     depois de mais de 100kms voados com o Chili 3 em apenas 3 voos eu acredito que possa contar um pouco mais sobre essa incrível sensação de estar voando com uma vela EN B..
esse dia de voo dos 100km no morro do cal eu sonhava ha muito tempo, naquela semana eu acompanhei o xcskies todos os dias , varias vezes ao dia e cheguei a conclusão que o dia dos 100 era aquele ! porem nas primeiras 2 horas de voo era difícil acreditar que o voo iria render mais do que 50km,o vento era fraco e no inicio perdemos bastante tempo para conseguir atravessar o primeiro planalto (17km de roubada e muiiito verde) e como era o meu primeiro voo BOM com o chili 3 (segundo voo na vela) eu estava tentando me adaptar ainda com os comandos e ainda com a tensão de estar atravessando aquela roubada toda com uma vela que eu não conhecia , quando conseguimos finalmente passar para cima do planalto, com pousos garantidos e uma condição mais bonita pra frente consegui relaxar e começar a curtir o voo a bordo da vela! 
      A subida da térmica com essa vela é muito confortável,sobe fácil, os comandos mais longos permitem trabalhar bem nela tanto no lado do giro como o lado de fora da vela,aceita muito jogo de corpo e juntando tudo isso ela se transforma em um foguete pra cima !
nas transições eu testei o acelerador em todos os estágios e foi o que realmente me deixou impressionado ;... eu fiquei bem bundão para acelerar depois de uma fechada que tomei em Tibagi uma vez com o Tracer 14, depois disso eu acelerava mas sempre com um pé atras e qualquer turbulência ja soltava o acelerador..porem depois do brasileiro em goval com o Cayenne 4 eu percebi que se não acelerar vai tomar pau de vela EN A !! então mete o pé na jaca... mass.. pra isso a vela e o orifício anal tem que estar em perfeita harmonia (kkk) , o Cayenne 4 permitia voar por horas com 70-100% de acelerador,o afundamento não era absurdo , e a vela se mantinha muito estável ! depois disso peguei "mania" de acelerar e comecei a andar mais!
com o Chili 3 foi algo que me impressionou muito... é engraçado como melhora a performance dessa vela com aproximadamente 50% acelerado .. eu fiz vários testes e a taxa de afundamento absurdamente diminui quando esta acelerado nela.. é impressionante ...
com isso vem a impressão que ela "boia" mais que as outras velas,isso foi provado na tirada final desse voo... conforme o gráfico abaixo.
nesse ponto do voo eu e mais 2 pilotos saímos praticamente na mesma altura.. eu estava pouco mais alto e o piloto do gráfico VERDE voa uma vela 2 linhas não homologada,resultado no final do voo quando os 2 pilotos tocaram o chão, eu estava ainda com 277mts, claro, tem varias coisas que podem ser analisadas durante essa reta final, linhas de sustentação,peso do piloto na vela,taxa de afundamento,estado da vela e etc... mas o que me impressionou de verdade é a comparação de uma vela B com um parapente 2 linhas de 2 anos atras.... 


o projeto desse Chili 3 é muito TOP! mas quero alertar que ele é um EN B de Alta não é para pilotos que estão começando a voar..!!



Valeu Turma... e quem quiser maiores detalhes sobre a vela seguem meus contatos abaixo :


terça-feira, 28 de outubro de 2014

A estranha sensação de voar uma vela EN B

Fala galera, beleza?
desculpa a demora para postar alguma coisa nova no blog.. e nem vou prometer que estarei postando sempre pq sabe né? ehehe sempre que prometo nunca volto a escrever com frequência!

Bom,achei interessante escrever um pouco sobre o teste do meu novo parapente.. o SKYWALK CHILI 3


 Há 3 anos nunca imaginava comprar um parapente EN B , bem, desde que comecei a voar de parapente nunca tive uma vela dessa, meu primeiro parapente foi um DHV 2 na época e desde então sempre para cima, dhv 2-3,EN D, velas de competição, protótipos enfim... este ano participei da primeira etapa do brasileiro em Governador Valadares e consegui me manter bem nos 6 primeiros dias, sempre variando de 4 a 6 lugar , somente no ultimo dia dei um vacilo e cai para 10 lugar o que não é tão ruim assim para o primeiro brasileiro né?;)

uma coisa que me deixava "encanado" é que eu estava voando uma vela EN C e sempre tinha um "BEM"dito chili 3 na minha frente,até então e como o meu amigo john fala  KOMÉKEPODE? uma vela EN B estar andando junto com velas EN C e EN D,aqui em Curitiba temos alguns chili 3 voando mas os pilotos não são tao "agressivos" a ponto de ver que a vela realmente acompanha as outras ,la em Jaragua GO novamente olhava os pilotos voando com o chili 3 e sempre na frente, andando igual a outras velas de categorias acima dele ,voltei de la com isso na cabeça e com vontade de voar em uma vela dessa pra ver QUALÉ .. como aqui ninguém tem um S resolvi então vender o meu cayenne 4 e partir para um chili 3 para tirar essa "Pira" da minha cabeça..

Sábado dia 25 testei o brinquedo aqui no morro do cal, um dia fechado que não prometia nada e no final das contas rendeu um voozinho de 40 min somente em térmicas e em alguns instantes até um pouco fortes para o dia

Decolagem :
Bom a vela é EN B muito fácil,leve,sobe muito rápido e temos até que tomar cuidado pra não passar,os comandos dela são bem longos da até pra dar uma encurtada neles pra ficar um pouco melhor, mas isso é questão de costume também




Voo:
entrei em voo e ja de cara peguei uma termal fortinha na cara da rampa ,em poucas voltas estava a uns 200mts pra cima da rampa ja na base das nuvens que era o que tinha pro dia ,fiz algumas curvas mais fortes e a vela é realmente muito tranquila , mais uma térmica e resolvo ir pra frente acelerado para testar ela no contra vento, colei as roldanas e ai sim impressionou, a taxa de afundamento que eu esperava era algo bem grande.. mas não.. comparado com o C4 foi muito ,mas muito parecido mesmo, e a vela é extremamente estável, tanto que deixei ela mais solta que o C4 e em um principio de front ela mesmo reagiu e eu nem fiz nada
ainda encucado resolvi puxar o A da vela para ver a reação.. eeee.. sim é uma vela EN B ela reabriu muito rápido sem eu dar nenhum comando.

  

pois é, agora quero testar ela em um voo mais forte e mais longo mas a primeira impressão da vela é que ela por ser um projeto mais novo que do Cayenne 4 ela voa muito, mas muito parecida e em alguns momentos tive a pequena impressão que ela "boia" até um pouco mais.


uma coisa que tenho visto ultimamente com os amigos voadores é o tal do EGO, essa nova norma de homologação das velas fez com que o EGO de alguns voadores mais antigos ficasse atrapalhado por conta do cara voar uma vela DHV 2-3 e não querer voltar pra uma vela "EN C ou até mesmo EN B" teimando que as velas não voam igual.. mas .. ta ai a prova, quem quiser pegar o meu chili 3 e dar uma volta está a disposição de qualquer um.. 



eu achei muito legal esse voo com a vela e estou doido pra voar mais, acredito que em um voo de cross va ser muito divertido e tranquilo ..

legal da Skywalk é que é tudo muito fácil, decidi comprar o chili 3 e em 2 dias chegou na minha casa,alem da qualidade excelente o prazo é absurdamente curto.. tem tudo a pronta entrega!!

lembrando que esta vela não é um EN B para iniciantes..

   qualquer duvida meus contatos estão no banner abaixo :





segunda-feira, 28 de abril de 2014

Prova 01 GOVAL

Galera
Prova muito legal 93 km( se não me engano) e tirando os raios deu 60,3km

Decolei cedo pra tirar a adrena e me manter no ar um tempo qntes de abrir o start, muita gente voando e cada um girando pra um lado na primeira térmica ngm respeitando nada, mas subimos e mandamos pra borda do start , até o primeiro pilão fui bem junto com o primirão pelotão , na volta que tomei uma decisão diferente da turma e fui me arrastando até achar uma termal boa, nessa hora muita gente me passou e também acabou caindo nessa região!

A 17km do goal quase larguei tudo e fui pro pouso a maior térmica dava pico de 1,2 e não passava de 800 metros! Mas tive paciência e fui me mantendo nesses zeros + 1 até chegar lá!UFA! Depois de 3:16hrs de voo consegui chegar na feira da paz!!

Valeu galera
HJ tem mais !!!

sábado, 26 de abril de 2014

E enfim chegamos!!

Fala galera!
Chegamos em GOVAL hoje depois de uma lonnnnnnnga viagem!

É mega cansativo a vinda de BH para cá , uma estrada cheia de curvas e com bastante movimento! Mas chegamos e agora é só alegria ;-)

a primeira impressão do campeonato brasileiro foi um tanto " estranha" achei a organização meio falhada na hora do check in do evento, são 147 inscritos para apenas 1 pessoa baixar os waypoints e isso causou uma fila enorme , mas acredito que amanha isso se resolva ( foi o que escutei)

Já tivemos a palestra de segurança e o coquetel de abertura do evento que tinha uma gallleeera então resolvemos nem ficar lá e ir comer algo pela cidade!

É isso
Amanha mando notícias dos vôos e das provas !

Abraxxx

quinta-feira, 24 de abril de 2014

10 anos de voo!

Pois é galera, 

hoje, dia 24 de abril completo meus 10 anos de voo !  
são tantas historias, tantas barcas,tantos voos, tantas lembranças que se for contar um pouco de cada uma aqui teremos um livro com mais de 1000 paginas no final !

a 10 anos atras o meu pai me acordou em uma manha cinzenta (como a de hoje) falando que iria me levar para o morrinho, sem entender muito eu levantei e fui junto com ele (como eu fazia desde os meus 8 anos de idade) chegamos no morrinho do constante e o vento era Oeste Sudoeste,o Sandro Sabugo me deu um PHOCUS da NOVA para inflar e disse "não decole", como eu ja tinha uma pequena base de como inflar a vela de uma forma meio estranha que o Gabriel tinha me ensinado eu inflei a vela virei e comecei a correr e brincar a manha inteira .. quando chegou perto do meio dia o vento ja estava praticamente SUL e a galera resolveu ir para o PIRES voar , chegando la na rampa a condição estava bem fraquinha e o Sandrão colocou vários alunos pra mandar um pregolão e disse pra mim mas olhando para o meu pai, Kauan, desce la e pega o PRYMUS S pra você voar.. nessa hora eu lembro exatamente o que passou pela minha cabeça, foi um misto de tudo o que eu ja tinha passado no voo, os duplos que tinha feito, os alunos que eu ja tinha birutado, as rampas que desci a pé sozinho, os dias que fiquei abandonado na rampa.. e simplesmente pensei.. chegou a minha vez!!  
   Desci correndo pegar a vela e voltei rapidão,  comecei a abrir ela, eu lembro que um pouco antes de decolar o Sandro fez um teste radio comigo, me explicou como seria o pouso (isso tudo da rampa) aonde eu teria que pousar e disse que era pra eu decolar ALPINO, pois o vento era bem fraco e a técnica que o Gabriel tinha me ensinado a decolar era estilo "seu burns", o Raffa cabelo decolou com a OLGA um pouco antes de mim (um ano depois esta vela veio pra mim =]) eu puxei a vela com o Gabriel na minha frente olhando e pronto para gritar caso tivesse algo errado com a vela, quando decolei eu não acreditava se era realmente verdade isso, eu olhava pra vela, para o chão, para a rampa sem acreditar muito e indo sentido o pouso curtindo aquele meu primeiro voo solo sem ninguém falar comigo.. Ops.. sem ninguém falar.. pois é, o radio que o sandro me deu nao estava funcionando e eu estava no meu primeiro voo sem ajuda de ninguém, como eu estava em cima do pouso um pouco mais alto que o Raffa cabelo eu fiquei vendo a aproximação dele e fiz exatamente igual , pousei certinho no pouso oficial.. essa hora eu nao sabia descrever o que eu sentia ! eu lembro que a primeira pessoa que apareceu para me ajudar a levar a vela foi o RUY e quando falei que foi o meu primeiro voo ele disse.. sério? mas foi tudo tão certinho hehehehe

pois é, isso ja tem 10 anos galera! 

o voo faz parte da minha vida desde quando eu era criança, não sei o que seria de mim se não fosse o voo, assim eu sou feliz e assim eu quero ser para sempre ! 
com muitos amigos, muitas barcas, muitas risadas mesmo quando nao da voo ! a essência do voo é essa não somente voar, mas sim estar com os amigos !

Obrigado Pai Marcio Lichtnow por ter me colocado nesta vida!
e obrigado ao eterno amigo Sandro Bodner por toda instrução que me passou até a sua partida, tenho certeza que voce olha por nós aqui !!

valeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu



que venham mais 200 anos de voo !!